Sábado, 3 de Março de 2007

vertigem


a esta velocidade o homem
não pode manter-se humano

a serenidade, uma certa lentidão,
é tão inseparável da vida do homem
como o ritmo das estações do ano
do ciclo de vida das plantas,
ou o nascimento duma criança

estamos no caminho mas não a caminhar
viajamos sobre uma jangada
em cima da qual nos movemos
sem parar

já ninguém anda a passo de homem,
( por acaso algum de nós caminha devagar? )

a vertigem não está só no exterior
está também na nossa mente
que não pára de fazer zapping

talvez a aceleração
tenha chegado ao coração


que já bate num compasso de urgência
para que tudo passe depressa
e nada permaneça.

o que dizemos
são mais números do que palavras,
é mais informação do que novidade.

na vertigem
não há diálogo entre as pessoas.
( e a perda do diálogo
afoga o compromisso )

sintoma do nosso tempo

é também o medo
a grande maioria
não quer a liberdade, teme-a


vive - se automaticamente
sem que um sim ou um não
preceda verdadeiramente os nossos actos

( texto adaptado )

in 'Resistir' de Ernesto Sábato


Ernesto Sabato
Ensaios
Editora: Dom Quixote
Data: 2005
Título Original: La Resistencia

#
O escritor argentino, nascido em 1911, reflecte, neste livro, sobre os problemas universais que coexistem nas sociedades contemporâneas: a incomunicação, o culto do "eu", a reverência a ídolos ou heróis construídos pelos media, designadamente, pela televisão, o trabalho desumanizado, o império da tecnologia sobre o ser, a submissão e a massificação, o espírito de competição, a ausência de diálogo, a solidão e o desenraizamento, entre outros.
Perante isto, Sabato propõe o "Resistir".
Para que o Homem possa inverter o esmagamento da sua humanidade e para que ouse ser, fazer e sentir de forma diferente.
Pelo fortalecimento dos valores humanos contra a mecanização e o egoísmo.
Por uma vida em comunhão com os outros.
Pelo amor e pela solidariedade.
Mensagem de esperança no ser humano que “sabe fazer dos obstáculos novos caminhos porque, para a vida, basta o espaço de uma fenda para renascer”.
Apelo à resistência porque, citando Dostoievski, “cada um de nós é culpado perante todos, por todos e por tudo”.
#

publicado por tpf às 07:23
link do post | comentar | favorito

.o meu poema...

... Gostava de ser poeta/dizer o indizível/pensar o impossível/...agarrar a palavra certa!

.time

.Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. vertigem

.tags

. ´monsaraz

. 11 de setembro

. 25 abril

. 25 de abril

. a. caeiro

. abba

. abertura

. absurdo

. actualiadade

. actualidade

. agricultura biológica

. alegria

. alfabetização

. algarve

. almendres

. alviela

. alvorada

. amar_sofrer

. ambiente

. amizade

. amor

. amor-ódio

. amorpelafotografia

. amorpelasférias(!)

. amorporportugal

. amorportugal

. ano

. ano da terra

. ano internacional

. ano novo

. anseios

. arqueologia

. arte

. aspiração

. ausencia

. autobiografia

. azulejos

. barata moura

. beijo

. beirabaixa

. bernardo de chartres

. big bang

. big brother...

. bio

. biografia

. blogue

. boff

. brecht

. budismo

. cabedelo

. caetano veloso

. calendario

. calendário

. calma

. capitalismo

. cat stevens

. ciência

. contentamento

. conversao

. crendice

. cristianismo

. cromeleque

. cruz

. culpas

. desejo

. desencontros

. destaque sapo

. desumanizaçao

. deus

. escolha

. esperança

.

. felicidade

. filosofia

. humor

. imagens

. kafka

. liberdade

. madonna

. música

. musica

. musicvid

. natureza

. oração

. pensamentos

. poesia

. política

. portugal

. reflexão

. relações

. religião

. responsabilidade

. sexo

. teatro

. tempo

. temporalidade

. tomar

. torga

. viagens

. vida

. todas as tags

.posts recentes

. vertigem

.pesquisar

 

.visitas

Cingular

.subscrever feeds