Sexta-feira, 2 de Março de 2007

somos anões aos ombros de um gigante

Somos memória., passado, tradição…somos futuro. A temporalidade é a nossa marca distintiva. O animal não vai além do presente, fechado que está ao passado e ao futuro. Para o ser humano o passado é vivido como passado porque, de algum modo, se projecta no presente. O presente está abarrotado de passado e grávido de futuro.

 

Projectos, sonhos, utopias…tantas esperanças que ficaram por realizar! No presente se vão concretizando…e no futuro de hão-de consumar. Passado que nunca se esgota porque sempre projectado num hoje e num amanhã. Passado e presente não se aniquilam entre si. Pelo contrário, enriquecem-se mutuamente. É que as coisas, os acontecimentos chegam-nos sempre já inseridos numa cultura e numa tradição. Nunca apanhamos o comboio na primeira estação…

 

Assim, o nosso horizonte de compreensão das coisas e do mundo é claramente mais amplo do que o que daqueles que nos precederam. Não por sermos maiores; não por vermos mais longe…mas porque a carga cultural sobre a qual nos apoiamos é inquestionavelmente maior.

 

Viajemos até ao século XII e, com Bernardo de Chartres, reconheceremos que, afinal, “ somos anões aos ombros de um gigante “ !


publicado por tpf às 23:27
link do post | comentar | favorito

.o meu poema...

... Gostava de ser poeta/dizer o indizível/pensar o impossível/...agarrar a palavra certa!

.time

.Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Mais uma vez...O Magalhãe...

. Blindness - the film

. Art in hospitals

. Pela amizade que você me ...

. Sobre a Vírgula

. Humilhado, tal como milh...

. A realidade e a ilusão

. Sonoridades...

. O avanço da ciência e o r...

. CERN recria os primeiros ...

.tags

. ´monsaraz

. 11 de setembro

. 25 abril

. 25 de abril

. a. caeiro

. abba

. abertura

. absurdo

. actualiadade

. actualidade

. agricultura biológica

. alegria

. alfabetização

. algarve

. almendres

. alviela

. alvorada

. amar_sofrer

. ambiente

. amizade

. amor

. amor-ódio

. amorpelafotografia

. amorpelasférias(!)

. amorporportugal

. amorportugal

. ano

. ano da terra

. ano internacional

. ano novo

. anseios

. arqueologia

. arte

. aspiração

. ausencia

. autobiografia

. azulejos

. barata moura

. beijo

. beirabaixa

. bernardo de chartres

. big bang

. big brother...

. bio

. biografia

. blogue

. boff

. brecht

. budismo

. cabedelo

. caetano veloso

. calendario

. calendário

. calma

. capitalismo

. cat stevens

. ciência

. contentamento

. conversao

. crendice

. cristianismo

. cromeleque

. cruz

. culpas

. desejo

. desencontros

. destaque sapo

. desumanizaçao

. deus

. escolha

. esperança

.

. felicidade

. filosofia

. humor

. imagens

. kafka

. liberdade

. madonna

. música

. musica

. musicvid

. natureza

. oração

. pensamentos

. poesia

. política

. portugal

. reflexão

. relações

. religião

. responsabilidade

. sexo

. teatro

. tempo

. temporalidade

. tomar

. torga

. viagens

. vida

. todas as tags

.posts recentes

. Mais uma vez...O Magalhãe...

. Blindness - the film

. Art in hospitals

. Pela amizade que você me ...

. Sobre a Vírgula

. Humilhado, tal como milh...

. A realidade e a ilusão

. Sonoridades...

. O avanço da ciência e o r...

. CERN recria os primeiros ...

.pesquisar

 

.visitas

Cingular

.subscrever feeds